10 dúvidas de gestão financeira pessoal

investidor iniciante endinheirando
7 erros comuns do investidor iniciante e como evitá-los!
26 de novembro de 2018
Roda da Vida: o Segredo para o Equilíbrio
22 de fevereiro de 2019

De forma geral, a Educação Financeira do brasileiro deixa a desejar. As pessoas cometem erros de gestão financeira que lhes custam milhares de reais todos os dias. E o pior de tudo? Elas sequer têm noção de que a causa de seus problemas financeiros é simples, basta haver um melhor controle sobre suas finanças.

 

Com este texto, buscamos responder as 10 dúvidas de gestão financeira pessoal e mercado de investimentos mais comuns entre os brasileiros. Vamos lá?

 

Onde buscar Educação Financeira?

 

Antes de tudo, precisamos salientar a necessidade de uma Educação Financeira mais aprofundada para quem busca controlar suas finanças.

 

Para resolver seus problemas, primeiramente é preciso entender suas raízes e evitá-las. Não adianta tratar dos sintomas e ignorar suas causas, ou eles se repetirão.

 

Busque informações sobre o assunto, leia artigos, assista vídeos e palestras, mas atenção! Selecione fontes confiáveis de informação. Você pode começar os nossos artigos e vídeos.

 

10 perguntas frequentes sobre investimentos e finanças pessoais

 

  1. O mercado de ações é arriscado?

 

Para investir em qualquer coisa, deve-se primeiramente considerar seus riscos em relação aos seus ganhos. De maneira geral, maiores ganhos pressupõem maiores riscos. No mercado de ações, diferentemente dos investimentos de renda fixa, não há como prever o retorno do seu investimento. Afinal, não é possível dizer o quão bem uma empresa irá agir na bolsa. O investimento pode exceder suas expectativas se o desempenho da empresa for bom. Do contrário, você pode sofrer algumas perdas.

 

É importante esclarecer, no entanto, que nenhum investimento é isento de risco. É apenas questão do quanto você está disposto a arriscar por maiores recompensas.

 

  1. O que são rendimentos fixos e rendimentos variáveis?

 

Os rendimentos fixos referem-se aos investimentos cujo valor nominal é fixado e possui uma evolução constante. Trata-se de um juro que a empresa, ao vender seus ativos, está disposta a pagar pelo seu investimento. Assim sendo, ao comprá-los, você recebe a taxa de remuneração previamente combinada. Já os rendimentos variáveis referem-se aos investimentos cujo valor nominal é variável e não possui uma evolução constante.

 

  1. Qual é o valor mínimo necessário para investir?

 

De maneira geral, não há valor mínimo fixo. No caso do Tesouro Direto, por exemplo, que são títulos emitidos pelo governo, é possível começar a investir com apenas R$ 30,00. Porém, para investir, você precisará de uma corretora de investimentos, e algumas exigem um saldo mínimo para começar.

 

  1. Quanto da minha renda devo investir?

 

Quanto mais, melhor! Recomenda-se um valor de 10% a 30% da renda.

 

  1. Devo procurar uma empresa especializada em investimentos para suporte?

 

Sim, principalmente ao começar a investir. É importante seguir conselhos apenas de pessoas que entendem do mercado. Por isso procure se informar com profissionais do ramo.

 

  1. Eu quero investir na Bolsa de Valores, o que preciso para começar?

 

A primeira coisa a se fazer é abrir uma conta numa corretora de valores. Ela será a ponte entre você e a Bolsa. É através dela que você realizará todas as suas operações financeiras.

 

O segundo passo é transferir o dinheiro a ser investido para a sua conta de investimentos na corretora.

 

Agora você está pronto para começar! Através da plataforma oferecida pela sua corretora, você será capaz de comprar e vender ações pela internet.

 

  1. Quanto devo juntar para a minha aposentadoria?

 

Essa é uma pergunta sem resposta. Depende muito do seu estilo de vida, e do estilo de vida que você pretende manter após a aposentadoria.

 

Investigue os seus gastos hoje e faça o cálculo para ter 60% a 80% da sua renda atual, com uma inflação prevista entre 5% e 10%, para conseguir um valor aproximado.

 

O importante mesmo é refazer este cálculo a cada 5 anos para averiguar se o total poupado é compatível com suas projeções, e ajustá-lo.

 

  1. Onde posso investir sem correr riscos?

 

Não existe investimento sem risco, mas para investidores conservadores, recomenda-se investimentos de Renda Fixa.

 

  1. O que devo saber antes de fazer um investimento?

 

As principais coisas que você precisa saber antes de fazer um investimento são: como esse investimento funciona, qual é o histórico da aplicação, o seu potencial de desvalorização e quão difícil é para sair dele.

 

Nunca faça um investimento antes de responder essas questões, ou você correrá maiores riscos de arrependimento.

 

  1. De que forma é possível definir quais são as melhores ações para investir em um certo momento?

 

A escolha de ações é realizada através de análises bem fundamentadas. Leia nosso artigo sobre as análises técnica e fundamentalista para entender como e quando utilizar cada uma.

 

10 benefícios da Educação Financeira para sua vida

 

E aí, ainda ficou alguma dúvida? Deixe suas perguntas nos comentários para iniciarmos uma discussão!

 

 

→ Confira nossos conteúdos no portal Endinheirando para mais informações sobre o mercado de ações e investimentos.

Os comentários estão encerrados.