25 termos de criptomoedas mais usados por trends do mercado

moedas virtuais
TOP 10 Moedas Virtuais: Conheça as mais promissoras e saiba onde investir
28 de agosto de 2018
crianças e dinheiro
Crianças e Dinheiro Combinam?
30 de agosto de 2018
termos de criptomoedas

25 termos de criptomoedas mais usados por trends do mercado

 

Se você é novo nesse mercado de moedas virtuais e por vezes fica sem entender nada quando está em um fórum de discussão, esse texto é para você! A equipe do Endinheirando compilou os 25 termos de criptomoedas mais usados por usuários experientes. Confira todos e deixe para trás seus dias de Noob…

 

Termos de Criptomoedas: técnico e expressões

 

  1. Alcoins

Tokens digitais de criptomoedas alternativas, que surgem a partir de forks do Bitcoin.

 

  1. ATH

Siglas de “all time high”, que significa o “preço mais alto de todos os tempos”, que marca a máxima de uma criptomoeda. De modo geral, quando isso acontece, não é indicado comprar, já que é normal esperar por uma correção logo após.

 

  1. Bearish

Inspirado na forma de ataque dos ursos, que costuma nocautear suas vítimas atacando-as de cima para baixo e depois jogando-as ao chão. Indica, portanto, que o mercado sofrerá uma desvalorização.

 

  1. Blockchain

É a tecnologia do Bitcoin que registra todas as transações ocorridas em sua rede. Ela agrupa esses hashes (comprovantes de transações) e forma um registro único, seguro e inalterável.

 

  1. Bullish

A expressão foi emprestada das touradas, que marca o momento em que o boi ataca o toureiro e o joga para cima. No mundo das moedas virtuais, indica uma alta nos preços.

 

  1. Buy e Sell

Significa comprar (buy) e vender (sell) criptomoedas.

 

  1. Confirmações

Somente realizadas por Mineradores, as transações são confirmadas quando adicionadas a um bloco válido. Assim que um bloco é inserido na rede, a transação passa por duas confirmações. O mesmo acontece a cada bloco incluído.

 

  1. DayTrade

Os Traders costumam usar esse termo para designar compras de criptomoedas que serão vendidas no mesmo dia.

 

  1. Exchanges

Também conhecidas como Corretoras de Criptoativos, são responsáveis pela intermediação de compra e venda de moedas virtuais, assim como seu armazenamento na carteira de usuários.

 

  1. FOMO

Iniciais da expressão “fear of missing out”, que significa “medo de ficar de fora”. Faz referência àqueles investidores que por medo de perderem a negociação de uma moeda que está sofrendo valorização, a compram em um momento em que esta está super valorizada. Evite o FOMO!

 

  1. Forks

Atualizações no protocolo ou código de um criptoativo, que por não ter o aceite de toda a comunidade é convertido em uma nova criptomoeda. O Litecoin e o Bitcoin Cash são os mais conhecidos, por serem forks do Bitcoin.

 

  1. Fud

Fud é a sigla de Fear, Uncertainty and Doubt (medo, incerteza e dúvida). Representa o sentimento de insegurança acometido no mercado quando o preço das moedas caem muito e ficam parados.

 

  1. Full Node

É o programa que contém todas as regras, permite a validação das transações e gera um backup do blockchain. Vale ressaltar que todo Minerador é um full node, mas nem todo full node é Minerador.

 

  1. Hodl

Remete a Hold (segurar em inglês). No universo de criptomoedas, o termo refere-se àqueles investidores que não desejam vender sua moedas por acreditarem que possuem grande potencial de crescimento. Isso costuma ocorrer quando há uma correção no mercado e os mais assustados correm para vender, sendo que deveriam segurar suas moedas!

 

  1. ICO

Abreviação de “inicial coin offering” (oferta inicial de moedas). É a dinâmica que as moedas aplicam para conquistar investidores, antes que sejam negociadas nas exchanges (corretoras). Isso ajuda a impulsionar o lucro de um investidor, já que este a compra por um preço relativamente baixo.

 

  1. #lambo #tothemoon

Hashtags comuns no mercado de criptomoedas. Indicam uma visão otimista em relação aos ganhos, que seria uma alta nos preços.

 

  1. Mão de Alface

Expressão usada para designar Traders iniciantes que a qualquer menção de valorização correm para vender suas moedas.

 

  1. Market Cap

Representa o valor de mercado de uma moeda, que pode ser encontrado a partir da multiplicação de moedas em circulação pelo preço atual da mesma. Esse cálculo ajuda a descobrir até quanto uma ação pode subir.

 

  1. Minerador

Responsáveis pelo processo de agrupar registros de transações no blockchain, a partir de cálculos feitos por supercomputadores.

 

  1. Noobs

São os novatos, pessoas inexperientes que acabam de entrar no mercado e cometem erros que outros usuários mais experientes jamais cometeriam.

 

  1. Pool

Grupo de mineradores que se juntam para minerar um bloco e depois repartir a recompensa. Uma ótima estratégia para quem deseja aumentar seus ganhos em tempos difíceis.

 

  1. Tokens

Ativos digitais que nascem em icons e que servem para financiar projetos, armazenam diversos e complexos níveis multifacetados de valor, dentro de programas. Podem ser gastos ou consumidos conforme o uso.

 

  1. Trader

Termo usado pelos usuários mais experientes que compram e vendem criptomoedas.  

 

  1. Wallets

As “Carteiras” são softwares que gerenciam o endereço e a chave privada de cada criptoativo, além de permitir o recebimento, envio e consulta ao saldo de moedas virtuais.

 

  1. Whale

No português “baleias”, é o nome dado a todos os grandes investidores do mercado de criptomoedas.

 

Então, gostou desse glossário técnico e de expressões que separamos para você? Caso desconheça algum termo ou queira saber mais a respeito dos listados deixe nos comentários, que em breve retornaremos.

 

 

Confira nossos conteúdos no portal Endinheirando para mais informações sobre o mercado de ações e investimentos.

Os comentários estão encerrados.