Mulheres ganham força no mercado financeiro

Como fazer uma planilha de gastos [passo a passo]
11 de março de 2019
Clubes de investimento: vale a pena investir?
13 de março de 2019

Mulheres ganham força no mercado financeiro

O mercado financeiro ainda é um ambiente predominantemente masculino. As razões para tanto são inúmeras, mas nas últimas décadas o cenário mundial tem mudado. As mulheres vem se tornando cada vez mais independentes financeiramente, e aos poucos as portas do mundo dos negócios se abriram para elas.

 

Entre 2002 e 2008, a proporção de mulheres que abriram seu próprio negócio subiu de 38% para 69%. E de 2002 a 2016, o número de mulheres operando na Bolsa de Valores cresceu mais de 8 vezes. Hoje, já são mais de 130 mil mulheres investindo na bolsa!

 

Ainda assim, o mercado de investimentos permanece como um território a ser explorado por quase 52% da população brasileiros. Quais são os desafios apresentados ao ingresso das mulheres nesse mercado? E quais são as suas vantagens e desvantagens em relação aos homens?

 

Ingresso de mulheres no mercado apresenta desafios

 

Um dos maiores desafios encontrados por mulheres ao ingressar no mercado de investimentos é a resistência dos homens em relação à sua presença. O julgamento é constante, colocando em pauta principalmente sua capacidade profissional. Em pleno 2018, o lado feminino ainda é associado à fraqueza e incapacidade, e mulheres precisam provar sua competência continuamente.

 

Porém, o maior desafio apresentado pelo mercado financeiro é resultado de séculos de opressão: o seu acesso ao poder aquisitivo. As mulheres ainda possuem menor acesso ao dinheiro, principalmente porque recebem salários até 38% menores que homens para os mesmos cargos. Por isso, têm mais dificuldade em juntar dinheiro, e investe mais quem tem mais recursos.

 

O resultado? São mulheres apenas 25% das pessoas que investem em Tesouro Direto, e 11% daquelas que investem na Bolsa de Valores.

 

Além disso, fatores culturais também influenciam sua dificuldade de ingresso no mercado. Por serem naturalmente mais inseguras, as mulheres tendem a atrasar a sua entrada em investimento, dedicando-se a estudar o assunto mais profundamente primeiro.

 

Por fim, a ausência de profissionais do sexo feminino em empresas de investimento também pode prejudicar seu ingresso. Afinal, a identificação entre uma mulher oferecendo produto para outra mulher gera fidelização.

 

Apesar desses empecilhos, o público feminino busca cada vez mais por cursos e palestras sobre o mercado de investimentos.

 

Vantagens e desvantagens de ser mulher no mercado financeiro

 

Com a crescente independência da mulher, seu espaço no mundo dos investimentos tem aumentado. A partir do comportamento de homens e mulheres observado no mercado, é possível identificar certas características que os diferenciam.

 

A principal diferença entre eles foi encontrada exatamente no seu perfil: o investidor do sexo feminino tende a priorizar a proteção do capital investido. Consequentemente, mulheres investem de maneira menos agressiva, correndo menores riscos. Fato explicado pelo estudo da organização Fidelity, o qual revelou que 54% das mulheres associam riqueza com “segurança”.

 

Porém, a mulher possui outras características que lhe garantem certa vantagem no mercado financeiro. Elas são cautelosas por natureza, mais analíticas, menos explosivas, mais estudiosas e assertivas. Também possuem maior capacidade de solução de conflitos e tomada de decisões, além de uma melhor intuição para captar o feeling do mercado.

 

Apesar de levar mais tempo para ingressar no mercado de investimentos, quando entram, estão melhor preparadas para ele. E como valorizam o estudo, também investem de forma mais consciente.

 

O número de mulheres na bolsa subiu de 16% para mais de 20% em 10 anos e a tendência é continuar crescendo

 

De acordo com pesquisas realizadas pela Women in Financial Services, se as taxas de crescimento atuais forem mantidas, os comitês executivos femininos atingirão 30% de participação até 2048. Hoje, a única coisa que separa mulheres de cargos no mercado financeiro é o seu interesse pela área.

 

E aí, o que você acha?

 

 

→ Confira nossos conteúdos no portal Endinheirando para mais informações sobre o mercado de ações e investimentos.

Os comentários estão encerrados.