Risco-País: o que é e como influencia o mercado financeiro

mentalidade vencedora endinheirando
5 passos para conquistar uma Mentalidade Vencedora!
5 de novembro de 2018
inflação endinheirando
Inflação! Como funciona e seus impactos no mercado de ações
19 de novembro de 2018
risco-país endinheirando

Risco-País: o que é e como influencia o mercado financeiro

 

O termo “risco-país” tornou-se popular em decorrência da mídia, que muito fala a respeito da situação econômica em países emergentes. Em vista do cenário de instabilidade política e econômica atual, cada vez mais torna-se relevante o conhecimento acerca do Risco-País e sua influência na decisão de investidores.

 

Afinal, o que é risco-país?

 

O Risco-País é um indicador que ajuda a determinar o grau de instabilidade econômica de um país emergente. Ou seja, seria o risco de crédito ao qual um investidor está submetido quando decide investir em empresas estrangeiras. Atualmente, existem 3 formas de medir este risco: EMBI+, CDS e Rating.

 

EMBI+

 

Calculado desde dezembro de 1993 pelo banco J.P Morgan Chase, o EMBI+ (Emerging Markets Bond Index Plus) tem como base os valores de negociações diárias em mercados secundários, comparando-se os juros implícitos dos títulos emitidos para governos de países emergentes, aos juros dos títulos do governo americano de igual prazo, considerados os mais seguros do mundo.

O mercado usa o EMBI+ para medir a capacidade de um país de honrar os seus compromissos financeiros. Quanto maior o índice, maior é o risco-país. Exemplo, se o EMBI+BR for de 410 bps, significa que em média os títulos do governo brasileiro em dólar são negociados a uma taxa de juros de 4,1 % acima dos títulos de igual prazo do governo americano.

 

CDS

 

O CDS é um contrato bilateral que permite comprar proteção contra calote da emissão de determinado ativo. Investidores interessados em comprar um título do governo brasileiro podem adquirir um título CDS. Quanto maior for o risco de receber calote, maior é o prêmio/custo desse CDS, funcionando portanto como medida de risco de crédito.

 

Rating

 

Rating é um selo de qualidade que as agências fornecem aos credores (opinião independente a respeito do risco de crédito da dívida do país), uma classificação de risco atribuída a determinado país de acordo com a avaliação da capacidade do mesmo em respeitar seus compromissos e pagar suas dívidas. As agências avaliam indicadores como: reservas internacionais e política fiscal, solidez na economia e estabilidade política; fatores sociais como liberdade de imprensa e distribuição de renda.

Países com rating mais altos tendem a apresentar risco-país mais baixo, e vice-versa. Refletem a conjuntura do país a longo prazo e, portanto, tendem a exibir maior estabilidade do que as outras medidas de risco-país.

 

Risco-País e suas consequências

 

Menos recursos disponíveis, menos investimento, menos geração de empregos. O outro impacto negativo é o custo de financiamento. Quanto maior for o custo de capital, maior será a dificuldade em obter empréstimos no exterior em condições vantajosas. Além disso, o prazo também diminui. Menos dólar no país tende a levar a uma desvalorização do real e, consequentemente, pressão para o aumento de juros na dívida externa.

Se você é um investidor de perfil agressivo, deve levar em consideração o risco-país na hora de comprar títulos. Gostou? Então curta, compartilhe e tire suas dúvidas aqui!

 

Confira nossos conteúdos no portal Endinheirando para mais informações sobre o mercado de ações e investimentos.

Os comentários estão encerrados.